SAT: Entenda o que é e como funciona

Ultima Atualização: 11/07/2019    Artigo de código : 10158             

SAT é um aparelho eletrônico projetado pela SEFAZ, cujo intuito é documentar e transmitir informações de venda realizadas no estabelecimento.

O dispositivo é um tipo de sistema que autentica e transmite essas informações e gera o Cupom Fiscal Eletrônico.

Foi criado pela Secretaria da Fazenda de SP em substituição ao ECF, que é muito semelhante a uma impressora comum que emite documentos fiscais.


Como ele funciona?

Assim que o estabelecimento concluir uma venda, o dispositivo se comunica automaticamente com a Secretaria da Fazenda para validação de dados do Cupom Fiscal. O processo é semelhante a emissão da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica), porém, é obrigatório no estado de São Paulo.


Modelo de funcionamento

O dispositivo altera alguns procedimentos que estamos acostumados como por exemplo, a concomitância na leitura do código de barras. Neste modelo, ao fazer a leitura do produto, o código já enviado para a impressora fiscal. No SAT, há algumas etapas feitas de maneira quase online pelo aparelho:


  1. Consumidor faz a compra
  2. O aplicativo comercial sinaliza os dados da venda no padrão e envia ao aparelho.
  3. SAT complementa esses dados
  4. As informações são assinadas gerando a chave de acesso
  5. O sistema cria o CF-e-SAT
  6. Ele armazena o CF-e-SAT
  7. Posteriormente retorna o CF-e-SAT ao Aplicativo Comercial
  8. O CF-e-SAT é transmitido a SEFAZ
  9. O aplicativo comercial imprime o extrato do CF-e-SAT com chave de acesso em impressora comum e entrega ao consumidor


Apesar de parecer completo, o dispositivo executa sozinho todo esse processo em segundos sem afetar o atendimento do caixa.


As principais vantagens

Tanto para a empresa quanto para o consumidor, o sistema traz algumas vantagens que podem ser destacadas como a simplificação e a redução de custos com obrigações acessórias, além da facilidade no cumprimento de todas elas, além de facilitar o acompanhamento por parte dos consumidores por meio da redução do prazo de registro.


A quem se destina a obrigatoriedade do SAT?

O sistema está em implantação por fases e, desde 2015, diversos segmentos vêm sendo obrigados a substituir os Emissores de Cupom Fiscal por essa nova tecnologia.

Os cronogramas que estão sendo executados são:


  • Desde outubro de 2015, ECFs com mais de 5 anos da primeira lacração;
  • Desde janeiro de 2016, para estabelecimentos que faturaram 100 mil ou mais em 2015;
  • Desde janeiro de 2017, para estabelecimentos que faturaram 81 mil ou mais em 2016;
  • Desde janeiro de 2018, para estabelecimentos que faturaram 60 mil ou mais em 2017.

O que é preciso para utilizar?

Para a implementação, o estabelecimento deve disponibilizar dos seguintes recursos:


  1. Computador ou tablet com porta USB disponível
  2. Aplicativo comercial
  3. Impressora comum
  4. Acesso a internet
  5. Equipamento


Os documentos S@T poderão ser emitidos pelo Sage PDV (frente de caixa) e também é necessário um sistema retaguarda para gerenciamento dos cadastros de produtos, clientes, etc, que pode ser o Sage Start, Folhamatic Automação Comercial, Folhamatic Faturamento, FOX ou Sage NFe.


Clique aqui para visualizar a listagem das marcas de aparelho S@T homologados para integração com o Sage PDV.



A sua opinião é muito importante para nós:


Este artigo me ajudou

Obrigado pela sua opinião

Este artigo não me ajudou

Obrigado pela sua sugestão!

Descreva aqui como podemos melhorar este conteúdo.
Para outros assuntos entre em contato com nossos atendentes pelo telefone 3004-3303 ou pelo chat.

Enviar
10158