O que é preciso verificar com o contador

Ultima Atualização: 23/12/2016    Artigo de código : 4300             

Você sabe quais campos precisa de auxílio do seu contador para emitir suas notas no Sage One?

 

Listamos abaixo os campos que caso não saiba como preencher deve verificar com seu contador, para que ele auxilie e você consiga emitir suas notas sem nenhum problema.

 

No Cadastro da Empresa:

 

  • CRT – Nesse campo, deve informar o Código de Regime Tributário da sua empresa, por exemplo se é do Simples Nacional, Regime Normal ou Simples Nacional com sublimite de Receita Bruta.

 

  • CNAE – Significa Código Nacional de Atividade Econômica e diz qual atividade sua empresa exerce.

 

  • Identificação CSC (NFC-e id Token) e Código de contribuinte (NFC-e) – Esses campos são específicos para quem irá emitir NFC-e. Para emissão de NFC-e além de adquirir o certificado digital, também é necessário realizar um cadastro junto a Sefaz, e após esse cadastro são fornecidos o CSC Token e o Código de Contribuinte.

No campo Regime especial de tributação para notas de Serviços:

  • Caso emita nota Fiscal de Serviço, deve preencher o Regime especial de tributação para Serviços.

 

Nas configurações da Nota Fiscal de Produtos:

  • Série da Nota Fiscal – Deve informar a série que utiliza para emissão de nota.
  • Próximo Número da NF-e - Deve informar a sequência de numeração de suas notas, por exemplo, se já emitia notas fiscais em outro sistema e nesse emitiu até a nota 200, aqui no Sage One deve informar no campo Próximo Número da NF-e 201, se nunca emitiu nenhuma nota, deve iniciar com 1. 
  • Categoria de ICMS padrão – Deve informar qual categoria de ICMS da sua empresa, para que o sistema faça o cálculo dos impostos corretamente. Se sua empresa é optante pelo Simples Nacional as configurações de impostos já vem cadastradas.
  • Sugerimos que faça seus primeiros testes no ambiente de homologação que já vem habilitado por padrão. As notas emitidas nesse ambientenão têm validade fiscal e jurídica. Após concluir seus testes, você deve habilitar o ambiente de produção para que suas notas sejam válidas.
  • Habilite o ambiente de produção, somente após realizar os testes e verificar com seu contador se está tudo correto.

 

Para Inutilização de Faixa

  • A Rotina de Inutilização de Faixa é utilizada quando por algum motivo a não foi seguida a sequência de numeração de suas notas e essa numeração não pode mais ser utilizada, por exemplo, emitiu uma nota com número 20, mas por algum motivo essa nota não foi transmitida e conseguiu emitir as notas 21 e 22, não poderá mais emitir a nota 20 pois essa ficará com data retroativa as notas que já foram emitidas, nesse caso é preciso inutilizar a nota número 20. Seu contador pode lhe orientar se deve ou não realizar essa inutilização.

  Nas Configurações de Nota de Consumidor

 

  • Caso também emita NFC-e, que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica que substituiu o antigo cupom fiscal, deve preencher no campo Série da Nota de Consumidor qual série deve utilizar.
  • Próximo Número de Nota de Consumidor – Informe qual a sequência de numeração para emissão da nota, por exemplo, se já emitia esse tipo de nota em outro sistema, deve verificar qual foi a última numeração que foi transmitida e informar a próxima numeração. Se ainda não emitiu nenhuma nota, deve informar 1.
  • Sugerimos que faça seus primeiros testes no ambiente de homologação que já vem habilitado por padrão. As notas emitidas nesse ambientenão têm validade fiscal e jurídica. Após concluir seus testes, você deve habilitar o ambiente de produção para que suas notas sejam válidas.
  • Habilite o ambiente de produção, somente após realizar os testes e verificar com seu contador se está tudo correto.

  Nas Configurações de Notas de Serviços:

  • Para emissão de Notas Fiscais de Serviço, além de auxílio do contador, talvez seja necessário também entrar em contato com a prefeitura de seu município, pois em algumas cidades é solicitado usuário e senha, já em outras o Token, e na prefeitura consegue essas informações.
  • Série de Recibo Provisório de Serviços, o RPS, deve informar a Série que utiliza para emitir suas notas de serviços
  • Próximo Número de Recibo Provisório de Serviços - Informe qual a sequência de numeração para emissão da nota, por exemplo, se já emitia esse tipo de nota em outro sistema, deve verificar qual foi a última numeração que foi transmitida e informar a próxima numeração. Se ainda não emitiu nenhuma nota, deve informar 1.
  • Número de Lote da Próxima Nota de Serviços - Algumas prefeituras permitem ou exigem um controle de lote de RPS. Para saber se é necessário preencher esse campo ou não, deve entrar em contato com a prefeitura de seu munícipio.
  • IR%, CSLL%, PIS%, COFINS%, INSS%, ISS% - Nesses campos deve informar as alíquotas padrões para emissão de suas notas de serviços, essas configuradas, pode verificar junto ao seu contador como preencher esses campos.

 

No cadastro de Categorias de ICMS:

  • Nesse menu você pode deixar configurado todas as situações de tributação de ICMS que pode utilizar em suas notas, nos casos de vendas para outro estado, todos os campos desse cadastro, caso não saiba como preencher deve verificar com o contador como deve preencher e se deve ter a partilha de ICMS ou não.

No Cadastro de Natureza de Operação:

  • Esse cadastro você utiliza quando emite suas notas, pois deve informar que tipo de nota vai emitir, se é venda, devolução, etc.
  • Nome – Nesse campo informar somente o nome que deseja para esse cadastro e Natureza de Operação.
  • CFOP Dentro do Estado – Para essa nota que irá amarrar esse cadastro, qual CFOP irá utilizar se for uma venda para dentro do Estado.
  • CFOP Fora do Estado – Para essa nota que irá amarrar esse cadastro, qual CFOP irá utilizar se for uma venda para fora do Estado.
  • Finalidade – Essa nota será uma venda normal, uma devolução, uma nota complementar, um ajuste ou uma devolução.

 No Cadastro de Produtos:

  • No cadastro dos seus produtos é preciso informar as tributações padrões, normalmente essas tributações são específicas por produtos ou por empresa, por isso peça auxílio do seu contador para que consiga configurar todos os impostos corretamente.

  Na emissão de Conhecimento de Transporte:

 

  • Para emissão de Conhecimento de Transporte, também é preciso informar as tributações, e no sistema deve informar manual, ele não calcula, por isso deve verificar com seu contador como preencher a aba Cobranças.

 

 

 

 

 

 

 

 

 



A sua opinião é muito importante para nós:


 Este artigo me ajudou

Obrigado pela sua opinião

 Este artigo não me ajudou

Obrigado pela sua sugestão!

Descreva aqui como podemos melhorar este conteúdo.
Para outros assuntos entre em contato com nossos atendentes pelo telefone 3004-3303 ou pelo chat.

Enviar
4300